16 Sep 2016

Mulheres cervejeiras na capital federal

Eu comecei a me interessar por cerveja há relativamente pouco tempo. Um novo mundo se abriu para mim quando estive na Inglaterra em 2011, mas só de 2014 para cá que eu e a cerva estreitamos os laços e foi somente agora em 2016 que eu abracei com vontade o meio cervejeiro (planos! projetos!) e as pessoas maravilhosas que ele trouxe para minha vida. Porque eu digo a vocês, cerveja é alegria, é companheirismo, é dividir e compartilhar. Para mim, quem está encontrando outro tipo de coisa, está fazendo isso muito errado.


E é justamente para compartilhar, trocar experiências, falar de cerveja e beber, claro, que criamos a primeira confraria feminina de cerveja do Distrito Federal. Eu não participei do primeiro encontro, mas entrei a tempo de dar pitaco na escolha do nome, ver gente entrando no projeto e gente saindo, meses de calmaria nos quais parecia que a confraria não ia para frente. Aí veio o coletivo ELA, nos empolgamos de novo com a ideia e nos últimos dias conseguimos amadurecer e estruturar a confraria a ponto de lançar nas redes sociais. Däs Könfrädessäs tem blog, página no Facebook e conta no Instagram. Tudo para unir as mulheres de Brasília que preferem não beber milho (hahaha) e contribuir para difusão da cultura cervejeira.

Estou encantadíssima com o projeto e bem feliz por poder fazer parte dele.


Share This:    Facebook Twitter
_______________________________

3 comments:

Marissa Rangel-Biddle said...

Uau, Clarice! Muito bom se envolver nesse meio. Eu amo cerveja.

Clarice Concê said...

Eu também amo cerveja e tô conhecendo um pessoal muito bacana no meio. Tem sido ótimo! Próximo passo: minha produção. 😁

Clarice Concê said...
This comment has been removed by the author.